5 Sinais do seu corpo de que você precisa malhar os glúteos


Ouça o seu corpo! Talvez ele esteja dizendo que é melhor você focar um pouco mais o seu treino nos glúteos:

Está sentindo dores no joelho?

As fibras musculares dos glúteos, em especial do glúteo máximo, se fixam em um tecido fibroso que se estende da coxa até a tíbia, incluindo a patela. Quando não há força no músculo, elas tendem a tracionar o joelho para o lado, gerando dor e desconforto.


Talvez o quadril esteja doendo também!

Os glúteos são formados por três músculos: glúteo máximo, médio e mínimo. O primeiro é um dos músculos mais fortes do corpo e é responsável pelo movimento de extensão de quadril. Já os médio e mínimo estão relacionados à abdução do quadril (movimento de abrir as pernas) e rotação interna da articulação coxo-femoral (encontro que acontece na bacia). A falta de força nesses músculos compromete os movimentos do quadril e acarreta dores na região.

Alteração da passada

Se você notou alguma irregularidade no ritmo dos passos durante a corrida, experimente malhar o bumbum. Os músculos do glúteo auxiliam na estabilidade do corpo, em especial na dos membros inferiores. Isso faz com que eles sejam os primeiros a sofrer quando há algo de errado.


Fascite plantar

Além do quadril, dos joelhos e das pernas, outra parte do corpo que pode indicar que está na hora de malhar os glúteos são os pés. Fibras musculares fracas na região do bumbum alteram a maneira como sustentamos nosso peso e isso acaba influenciando a posição da nossa pisada durante as atividades físicas. Aí, com uma má distribuição de peso na hora do impacto, a fascite plantar – uma inflamação no tecido que se estende pela sola dos pés – dá as caras.

Bolhas nos pés

Outro sinal visível em seus pés são as bolhas – pelo mesmo motivo anterior: má distribuição de peso na hora das pisadas por causa dos músculos enfraquecidos do bumbum. Só não tire conclusões precipitadas. Elas também podem indicar que você está usando o calçado errado. Então, especificamente nesse caso, dê uma checada nos tênis antes de alterar o treino todo.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.