Mitos e verdades sobre o uso da cinta modeladora na musculação

O preparador físico Marcelo Santana, fala sobre mitos e verdades do uso da cinta modeladora e do que esperar de resultados no seu uso. 


Ao longo de séculos, diversas culturas tem feito uso da cinta modeladora para que homens e mulheres conquistem silhuetas mais harmoniosas, cintura mais fina, e consequentemente curvas mais destacadas. No entanto, recentemente, com a adesão de diversas celebridades ao uso da cinta, houve uma explosão nas vendas e no seu uso, trazendo consigo também alguns mitos e expectativas exageradas sobre o seu uso contínuo.


O especialista Marcelo Santana, pós-graduado em musculação e condicionamento físico pela FMU, e autor do livro “Corpo Saudável e Qualidade de Vida” (Ed. Giostri), comenta sobre os mitos e verdades no uso da cinta, assim como os alegados benefícios que podem ser alcançados com o seu uso:"quando falamos que algo proporciona resultados estéticos, logo a informação viraliza e vai ganhando espaço no meio fitness, e muitas vezes tirando o foco principal que é dieta e toda regularidade, e é ai que surge os mitos e todo um folclore fitness associado a um objeto mágico, a um tratamento da moda, a uma solução milagrosa. Devemos sim ficar atentos, pois o que tem base científica nos ajuda e muito na trajetória, mas não é simplesmente colocar uma Cinta Modeladora e pronto, sua cintura vai ficar mais fina”. 


Marcelo Santana é reconhecido tanto no meio acadêmico com sua pesquisa quanto no meio fitness, por ser preparador físico e personal trainer de diversas celebridades, sendo algumas delas adeptas do uso de cinta modeladora. Na opinião do especialista, existem muitos fatores a serem considerados na hora de esperar milagres da cinta modeladora: “Há de considerar a individualidade biológica. Devemos entender a nossa natureza e conhecer nosso corpo. Algumas pessoas não têm a cintura fina e dificilmente irão ter, por questão de estrutura óssea e afins. Logo, o que precisamos descobrir são outros pontos fracos e corrigi-los. Um dorsal bem trabalhado e ombros desenvolvidos dão a impressão aos olhos que a sua cintura está mais fina, pelo contraste com o diâmetro de ombros e costas. isso é buscar a simetria e a harmonia nas proporções corporais”.

A cinta de fato pode ajudar a reduzir medidas e modelar o corpo, mas não é milagreira. Usada corretamente pode ajudar a afinar sim a silhueta, mas não é como nascer de novo. Cada um obterá um resultado distinto com o uso da cinta: Independente do seu biotipo, isso não é o fim do mundo. Para obter os resultados desejados, você precisa ter um profissional que saiba fazer análise correta da linha do seu ‘shape’, da sua silhueta. Exercícios direcionados ajudam e muito junto com a dieta e a estética (excelente auxiliar), mas a regularidade em todo o projeto te proporcionará o grande resultado”.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.