11 Superalimentos riquíssimos em nutrientes

Superalimentos são aqueles alimentos ricos em nutrientes com uma pequena quantidade de calorias, trazendo benefícios incríveis para a saúde. Aqui nesta lista estão apenas alguns dos alimentos mais poderosos que podemos introduzir na nossa alimentação:


Semente de linhaça

Sementes de linhaça contém muita proteína e fibras, além de serem uma ótima fonte do ácido graxo essencial ômega 3 e ácido alfa linoleico.

O ácido alfa linoleico protege os ossos ao prevenir a perda óssea, e é essencial para atletas, principalmente durante exercícios extenuantes.

Feijões e outros grãos

Feijão preto, vermelho, carioquinha, lentilha, grão de bico e outros grãos são excelentes fontes de proteínas e fibras, ferro, ácido fólico e potássio.


Além de todos esses benefícios, os tipos de grãos mais coloridos, como o feijão vermelho e o preto parecem ter benefícios adicionais, contendo diferentes tipos de flavonoides, importantíssimos para a prevenção de doenças.

Batata doce

As batatas doces trazem consigo uma quantidade incrível de nutrientes, com características antioxidantes, anti inflamatórias e com a capacidade de regular os níveis de açúcar no sangue.

As batatas doces vêm em uma variedade de cores, indo desde roxa à laranja.

Alguns de seus antioxidantes mais poderosos são as antocianinas, cianidinas, peonidinas e beta caroteno.

Recentemente pesquisas descobriram que, ao passar pelo trato digestivo, as cianidinas e peonidinas, junto com outros fitonutrientes, ajudam a reduzir a quantidade de metais pesados e radicais livres no corpo.

Chocolate amargo

O chocolate amargo é considerado um superalimento devido à sua capacidade de melhorar a saúde geral do coração. Tem propriedades nutricionais que ajudam a reduzir o colesterol LDL e a pressão sanguínea, além de aumentar o fluxo sanguíneo para o cérebro.


O poder do chocolate vem dos seus flavonoides. Mas cuidado para escolher sempre o chocolate com a maior concentração possível de cacau, para diminuir a quantidade de açúcar do alimento.

Quinoa

A quinoa contém uma grande quantidade de proteína, chegando a 11g de proteína em 1/2 xícara de quinoa, além de ser rica em magnésio, potássio, zinco, vitamina E, riboflavona e ferro.

A quinoa também contem uma grande quantidade de lisina, que é essencial para o reparo tecidual. Outro fitonutriente abundante na quinoa é a lignana, que protege contra alguns tipos de câncer e doenças cardíacas.

Aveia

Aveia é fonte de beta-glucano. Começar o dia com aveia ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis pelo resto do dia. Além disso, a aveia é rica em fibras, que além de ajudar a manter o intestino em dia, também ajuda a normalizar os níveis de colesterol. Já os antioxidantes presentes no alimento, chamados avenantramidas, protegem o corpo contra os danos dos radicais livres.

Sementes de abóbora

As sementes de abóbora são fonte de magnésio, que ajudam a manter os níveis de energia altos e o metabolismo acelerado. O alimento também é fonte de manganês, fósforo, ferro, cobre e zinco.

Canela

A canela é considerada um superalimento devido à sua capacidade de desacelerar a liberação de ácido araquidônico das células, tornando-se um alimento anti inflamatório. Além disso, ao ser ingerida com alimentos ricos em carboidratos, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue.

Abacate

Para aumentar os níveis de potássio, experimente o abacate! Eles contém mais potássio do que as bananas - fonte mais popular do nutriente.


A gordura encontrada no abacate é ácido oleico, considerada uma gordura mono insaturada com inúmeros benefícios para a saúde, inclusive diminuindo os níveis de colesterol.

Azeite de Oliva

O azeite de oliva é fonte de gorduras mono insaturada, que ajudam a diminuir os níveis de açúcar no sangue. Seus antioxidantes ajudam a proteger contra certos tipos de câncer.

Gengibre

O gengibre ajuda a aliviar os sintomas do desconforto intestinal e contém compostos anti inflamatórios chamados gingeróis, que são as substâncias responsáveis pela diminuição da dor articular causada pela artrite e em alguns atletas após exercícios intensos.

Fonte

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.