10 Alimentos que são calmantes naturais - Combatem ansiedade, insônia e depressão

São muitos os alimentos que agem como calmantes naturais. Claro, eles não fazem milagres, mas com certeza são fatores decisivos, já que você deve deixar que consumir alimentos estimulantes - como café, chocolate e chá verde - e optar por alimentos mais leves e com propriedades calmantes.


Confira uma lista com 10 alimentos que são calmantes naturais:

1. Maracujá

Seus efeitos já são bastante comentados e, de fato, o maracujá pode ser um grande aliado, pois a fruta contém alcaloides e flavonoides, que são substâncias depressoras do sistema nervoso central que atuam como analgésico e relaxante muscular.

2. Camomila

O principal nutriente da camomila são os flavonoides, que têm ação anti-inflamatória e são excelentes antioxidantes, combatendo radicais livres e prevenindo doenças crônicas.

Além disso, contém a cumarina, também antioxidante, e a glicenia, que é a substância que exerce o poder calmante sobre os nervos, ajudando a relaxar. O flavonoide apigenina que está presente na planta liga-se a receptores GABA de maneira semelhante aos benzodiazepínicos, atuando na redução da ansiedade.



3. Cardamomo

Esta é uma erva aromática que contém ferro, cálcio, magnésio, vitamina A, B e C . Tudo isso é ótimo para digestão, para a imunidade, tem efeito laxante e expectorante. Exerce um poder calmante no aparelho digestivo muito usado para tratar gastrite e dispepsia.

4. Valeriana

A valeriana age sobre os neurotransmissores e induz o sono, mas só deve ser tomada com prescrição médica, pois pode interferir no metabolismo devido a interações com outros medicamentos.

5. Kava-kava

Kava-kava é considerada um ansiolítico, muito usada há mais de três mil anos pelos nativos de ilhas polinésias e da Malásia, para o tratamento de doenças, isso por possuir um efeito sedativo.

Ainda não há muito estudos sobre seus efeitos ansiolíticos, mas, de toda forma, ela só deve ser utilizada com prescrição médica, uma vez que seu uso possui contraindicações e interage com medicamentos usados. O seu uso contínuo, ou até mesmo em excesso, pode ocasionar insuficiência hepática.

6. Erva-doce

A erva-doce é rica em potássio, vitamina C, B6, ácido fólico, riboflavina, niacina, tiamina, ferro, cobre, magnésio, manganês, selênio, zinco, cálcio, além de flavonoides que aumentam a concentração de glutationa, excelentes antioxidantes. Por incentivar a produção de melatonina, atua também como relaxante na indução do sono, uma vez que a melatonina é o hormônio responsável pelo ciclo do sono.

7. Lúpulo

Lúpulo (Humulus lupulus) é uma planta medicinal muito usada no preparo da cerveja, mas que também pode ser usada para tratar diversos problemas de saúde. O lúpulo possui propriedades relaxantes, calmantes, anafrodisíacas, antibacterianas, antissépticas, diuréticas, entre outras.

Neste sentido, entre vários outros efeitos, o lúpulo pode ajudar no tratamento de agitação, ansiedade e perturbações do sono.

8. Pimenta

A pimenta funciona como calmante, por ser rica em vitamina C e por conter endorfina, substância fabricada pelo cérebro e que funciona como calmante natural.

9. Erva-de-São-João

Trata-se de uma planta muitas vezes usada como laxante, diurético, para tratamento de insônias, dores de cabeça etc. É conhecida ainda por ajudar no combate à depressão.

A erva contém hipericina e seus fitocomplexos, possui ação calmante, mas deve ser prescrita por médicos, pois consumi-la de forma errada pode ser prejudicial à saúde.

10. Estragão

Trata-se de uma planta medicinal, com efeito estimulante na digestão, usada principalmente contra distúrbios digestivos em chás ou tintura. Tem efeito maior na digestibilidade, mas também age como analgésico, evitando a dor e acalmando a pessoa.

Fonte


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.