11 Alimentos que são fontes naturais de Creatina

A Creatina é uma proteína muito importante para o desenvolvimento da massa muscular do nosso corpo, e é naturalmente produzida por ele, mas muitos praticantes de atividade física suplementam com ela para obter ainda mais benefícios.

Além de suplementar, você pode incluir alimentos que contém naturalmente essa substância em sua composição. Vamos conhece-los?



Salmão

Esse peixe caiu no gosto dos brasileiros. A comida japonesa virou uma febre nacional e hoje, o salmão pode ser encontrado com muita facilidade em supermercados. O único ponto negativo dele é o preço que é um pouco mais salgado se comparado a outros peixes. Ele é rico em fósforo, vitaminas A, D, B3, B6, B12, selênio, potássio, magnésio e ômega 3. Assim, o salmão é considerado um peixe de elevado valor nutritivo, que melhora o sistema imune e ajuda na função do sistema nervoso. Em 1 kg temos 4,5 g de creatina.

Carne de fígado

Tem muita gente que torce o nariz para essa víscera, mas ela é muito boa quando se trata de resolver problemas relacionados com a anemia ferropriva. Porém, o fígado deve ser consumido com moderação, pois tem elevedas taxas de gordura. Além do ferro, ele também oferece doses de vitamina A, B e D. Em 1 kg tem 4,5 g de creatina.



Carne de frango

Em 100 g de frango é possível ter, em média, 400 mg de creatina. Uma boa vantagem do frango sobre outras carnes é o grande teor de niacina, um tipo de vitamina B que auxilia o funcionamento do cérebro e ainda ajuda na prevenção do câncer. Também temos o selênio como substância de destaque. Ele auxilia na manutenção das funções da tireoide. Outro bom motivo para consumir frango é o fato de ter pouco colesterol.

Peixe da espécie Arenque

É uma espécie de peixe muito encontrado nos mares do Pacífico Norte, Atlântico Norte e Mar Báltico. Além disso, o arenque é um peixe que é fonte de ômega 3. Assim, ele ajuda no controle da pressão arterial e reduz as chances de infarto do miocárdio ou AVC. Também possui substâncias que combate a depressão e a ansiedade. Deixa a pele mais saudável pela presença de colágeno e os ossos mais fortes, pois tem muito cálcio. Fonte de vitamina D. Em 100 g é possível encontrar 750 mg de creatina.

Carne de porco

A carne de porco é evitada por muitos por causa do seu alto teor de gordura. Porém, é possível consumir os cortes mais magros como a bisteca (100g crua possui 164 Kcal e 8g de gordura) ou o lombo de porco (100g cru possui 176 Kcal e 8,8g de gordura). Apesar de ter ainda mais gordura que as outras carnes, a bisteca tem menos gordura que o frango com pele ou a carne vermelha com gordura. Para consumi-la de forma mais saudável, ela deve ser grelhada ou assada. Não se esqueça de que essa carne tem grandes chances de ter a larva Taenia solium e, portanto, deve ser bem passada. Para cada kg de carne temos 5 g de creatina.

Linguado

Outro peixe comum e muito fácil de ser encontrado em supermercados. Ele tem o corpo mais achatado e em 100 g temos apenas 70 calorias, ou seja, é o tipo de peixe para comer sem culpa, principalmente se for grelhado. Possui vitaminas A, B6, B12, C e D, além de sais minerais como o cálcio, o ferro e o magnésio. Em 1 kg de linguado encontramos 2 gramas de creatina.

Atum

Os nutrientes presentes no atum são muito parecidos com aqueles encontrados no arenque: selênio, ômega 3, potássio, fósforo, magnésio e as vitaminas B3, B6, B12, D e E. Para um consumo saudável, a versão do peixe fresco é a mais indicada, porém há muitos que não tem tempo para prepará-lo. Por isso, se vai comprar na versão enlatada, o jeito é comprar o atum sólido natural em água. No atum fresco há 4,5 g de creatina em 453 g de atum fresco já na versão em lata, a média é de 4 g por quilo. 

Carne vermelha

Se você quer creatina de alta disponibilidade, a carne vermelha não é a mais indicada para isso. Se você escolher cortes magros de carne vermelha conseguirá ter muita proteína e pouco colesterol, favorecendo a sua saúde. Neste caso, deve-se evitar cozinhar muito a carne porque o calor pode destruir parte da creatina presente. Ela é uma fonte excelente de vitaminas do complexo B, zinco e ferro, melhorando o sistema imune. Para cada quilo de carne vermelha encontramos em torno de 4 a 4,5 gramas de creatina.

Bacalhau

Outra boa opção para ingerir creatina e mudar um pouco o cardápio sem perder o objetivo. Em 1 kg de bacalhau temo 3 g de creatina, além de outras proteínas presentes. E é rico em vários nutrientes benéficos como o ômega 3, sais minerais, vitaminas A e D. O cuidado aqui fica por conta de retirar o sal desse peixe antes do consumo, especialmente para os hipertensos.

Ovo e Leite

Ao contrário do que alguns podem pensar, esses dois alimentos que são ricas fontes de proteínas, não possuem quantidades significativas de creatina. O ovo possui apenas 0,1 g/kg e em 1 litro de leite há apenas 0,1 g. Porém, esses alimentos devem entrar na nossa rotina alimentar, especialmente o ovo, que agora é considerado como mocinho e é muito importante para evitar o catabolismo muscular.

Um comentário:

  1. pratico musculacao e nao como carne sou vegetariana, queria saber mais sobre isso no seu site

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.