Desmistificando o Glúten

    Dê uma olhada na informação super importante sobre o Glúten que a atleta Alice Matos divulgou no seu blog:

   "A frase “Contém Glúten”, presente na embalagem dos alimentos, é um alerta para os celíacos e intolerantes ao glúten, que não podem consumir a proteína.

   Para os portadores da doença celíaca e intolerantes ao glúten, abolir a proteína do cardápio é questão de saúde. Mas há gente indicando a dieta para emagrecer, sem muito fundamento. Antes de tomar uma atitude radical é necessário entender como essa proteína age no organismo, como ela pode ser substituída por outros ingredientes e quais os cuidados necessários na hora de preparar a refeição.

   O glúten é uma proteína vegetal presente no trigo, cevada, centeio, aveia e malte. Ou seja, os pães, massas, bolos, chocolates, cervejas e uísques contêm glúten. Sua função é dar liga aos alimentos. No caso do pão, por exemplo, é o glúten que confere elasticidade à massa, permitindo o crescimento e resultando na maciez e textura adequada. Para quem não é celíaco, a proteína é totalmente inofensiva.

   Apesar rico em proteína, se diferencia do tempeh ou do tofu, também usados com esse objetivo, por ter uma textura e sabor mais próximos de um bife. Originalmente, não tem muito sabor, então é bom ficar atento à adição de sódio ou outros ingredientes nos preparados industrialmente.

   É importante também escolher o preparo certo. Não é porque é glúten que a fritura será mais saudável!

   É importante notar que nem todos os lanches sem glúten são saudáveis, um cookie sem glúten não é melhor do que um com glúten. Você tem que ser cuidadosa com o que você remove completamente de sua dieta, pois seu corpo pode acabar sofrendo com esses tipos de erros.

   É melhor diversificar e incorporar alimentos que vêm de diferentes fontes, refeições equilibradas e não se deixe influenciar por aquilo que é dito, mas consulte o seu médico ou nutricionista sobre a melhor maneira de comer saudável!"


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.