10 Motivos para tomar Glutamina

   A glutamina é o aminoácido presente em maior quantidade no tecido muscular e está envolvido em diversos processos metabólicos e na manutenção do sistema imunológico. Estudos mostram que os níveis deste aminoácido no organismo diminuem aproximadamente 50% após atividade física intensa, expondo o organismo à ação dos radicais livres, sendo que isto acontece tanto em homens quanto mulheres!

   Conheça agora 10 motivos para começar a tomar a glutamina diariamente:

1- A glutamina está envolvida em quase todos os processos bioquímicos do corpo, desde a síntese da proteína à desintoxicação. Ela é a principal fonte de combustível do sistema imunológico e das milhões de células que constituem o trato intestinal (responsável por 40% do consumo das reservas de glutamina).

2- A mais pequena enfermidade pode exigir ao organismo mais glutamina do que aquela que ele consegue sintetizar. Uma gripe, por exemplo, é suficiente para baixar os níveis de glutamina no corpo. As infecções, um fraco sistema imunológico, o baixo desempenho desportivo, o aumento da gordura corporal e a perda de massa magra podem estar relacionados com baixos níveis de glutamina;

3- Durante a atividade física, o corpo entra em estresse metabólico e recorre às reservas de glutamina disponíveis. Sem a constante síntese de glutamina, as reservas deste aminoácido iriam desaparecer do corpo em 7 horas ou menos. Vários estudos mostram que, neste período, o corpo precisa de mais glutamina do que aquela que normalmente está disponível;



4- O uso que o corpo faz da glutamina é proporcional à intensidade da atividade física diária. Quanto mais intenso for o treino, maior será a necessidade de glutamina;

5- Reduz o stress pós-treino dos músculos, facilitando a recuperação;

6- Manter elevados os níveis de glutamina é vital para os processos anabólicos (ganho de massa muscular). A síntese de proteína é proporcional aos níveis de glutamina nas células musculares. Quando eles diminuem, também diminui a capacidade de recuperação muscular pós-treino;

7- É a principal precursora do mais potente antioxidante do corpo humano – a glutationa, responsável por garantir o bom funcionamento do fígado – e do ácido fólico, que combate a anemia e doenças cardiovasculares;

8- Quando se está doente, a suplementação com glutamina aumenta a quantidade de linfócitos-T no sangue, principais agentes defensores do organismo. Além disso, também potencializa a função dos neutrófilos, células sanguíneas que fazem parte do sistema imunológico, na destruição das bactérias;


9- É o principal meio de transporte do nitrogénio e de amônio do músculo esquelético até aos órgãos viscerais e vice-versa. A glutamina desempenha estes três papéis na maioria dos órgãos: serve de intermediária no processo da desintoxicação, é uma fonte do nitrogênio para a biossíntese de importantes peptídeos e participa na formação das purinas e das pirimidinas, os blocos de construção do nosso DNA;

10- No fígado, a glutamina é usada na síntese da ureia e da glicose. O cérebro utiliza a glutamina como uma precursora dos neurotransmissores, substâncias responsáveis pela comunicação entre as células.

Quer comprar Glutamina? Nós recomendamos a loja Corpo Perfeito

3 comentários:

  1. Não sabia que fazia tão bem assim, gostei das dicas

    ResponderExcluir
  2. Tomo todos os dias já fazem 6 meses, minha nutri indicou

    ResponderExcluir
  3. Posso tomar? Tenho 55 kilos e 1,63 e malho a um ano mais ou menos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.