Charlene perdeu 45kg para poder fazer transplante de fígado e salvar seu filho

   Conheça Charlene Howard, uma seguradora de finanças de 33 anos que teve um ótimo motivo para emagrecer e voltar à boa forma. Ela pesava aproximadamente 100 kg quando descobriu que seu filho Elliot precisaria de um transplante de fígado. Por ser a mãe e parente mais próxima, ela seria a melhor candidata à doação, só que ela não estava bem o suficiente para fazer a cirurgia pois já estava na faixa de obesidade mórbida. 

   Charlene começou a engordar quando Elliot tinha aproximadamente 1 ano, quando atingiu 80kg. Para sua surpresa, quando seu filho tinha 18 meses, foi diagnosticado com um tumor no cérebro, e a partir daí ela começou a ganhar ainda mais peso. 

   O menino, hoje com nove anos, ficou um ano no Birmingham Children’s Hospital, onde passou por quimioterapia e uma cirurgia. Ao longo do tratamento, Charlene viveu no hospital junto com o filho. Ela diz que durante este período estava cada vez mais obesa, porque comia qualquer coisa que estivesse disponível, como batatinhas fritas e doces de máquinas.

   Elliot removeu seu tumor com cirurgia e quimioterapia, mas os médicos descobriram que a doença foi causada pelo fato de ele ser portador de fibrose cística. Por este motivo, a quimioterapia poderia tê-lo matado; enquanto que a ausência dela faria o mesmo. Felizmente, o resultado foi positivo.

   Quando eles foram liberados do hospital, foi descoberta uma doença hepática no menino.  Neste momento, o transplante era a melhor opção e Charlene a melhor doadora. Para poder fazer a cirurgia, ela fez uma revolução na sua dieta e no estilo de vida para perder peso.

   Quando decidiu emagrecer, apostou em jogos de videogame fitness e comprou uma esteira. Ela não gostava de academia, diz que sentia que as pessoas estavam olhando para ela como a pessoa gorda tentando correr pois não era atlética e magra como a maioria.

   Junto com a atividade física, ela apostou em uma nova dieta. Para o café da manhã, ela comia mingau; salada no almoço e risoto no jantar. Entre as refeições, ingeria frutas e chá de ervas, além de reduzi as porções.

   Como resultado, foram 45 kg eliminados e seu filho salvo!



Fonte: http://saude.terra.com.br/doencas-e-tratamentos/,0e7aa1072be63410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html?fb_ref=FBRecommPluginTerra

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.